Dica para emagrecer – conheça e evite os alimentos inflamatórios – a inflamação explícita ou silenciosa se não mata engorda muito !

Dentro do método S.AB.E.R, o AB refere-se à alimentação balanceada. Fazer do alimento um medicamento é um ato de sabedoria e respeito à nós mesmos e ao nosso organismo.

Quando eu saia das trevas da ignorância e começava a avistar as luzes do conhecimento, do verdadeiro S.AB.E.R sobre hábitos saudáveis de vida, eu descobri que um dos sintomas graves que me acometiam em determinada época era a INFLAMAÇÃO.Abaixo conto qual foi minha estratégia para aumentar o meu S.AB.E.R sobre o tema e ganhar a guerra contra a inflamação :

Descobri que a inflamação é um dos maiores males da vida moderna.

Chegar à sua causa raíz e amenizá-la é o maior segredo que podemos conhecer para poder emagrecer e melhorar a nossa saúde sensivelmente.

Geralmente os sinais clássicos da inflamação são a dor, o inchaço, a vermelhidão e o calor excessivo – sintomas muito comuns quando temos, por exemplo, dor de garganta ou temos uma machucado inflamado.

Inflamação em si é até uma coisa boa, pois ela é uma arma do nosso sistema de defesa natural do corpo contra as infecções, irritações, toxinas e outras moléstias estranhas que nos atacam.A inflamação é um processo que combate estes invasores maléficos para nosso organismo.Durante a inflamação ocorre uma cascata específica de eventos em que os glóbulos brancos e substâncias químicas específicas(as citocinas) se mobilizam para nos proteger.

O problema é que às vezes, o equilíbrio natural do sistema imunológico(que deveria produzir apenas uma quantidade suficiente de inflamação para manter as infecções sob controle), fica totalmente perturbado.

 Neste momento, o sistema imunológico entra num estado crônico de alarme ou inflamação, espalhando um “fogo” que arde por todo o organismo. Quando a inflamação descontrolada ocorre no coração, este incêndio causa doenças sérias cardíacas, no cérebro, desencadeia o mal de Alzheimer, em todas as partes do corpo, provoca câncer, nos olhos dá origem à cegueira e nas células de gordura, é a grande culpada pela gordura corporal e obesidade.

Se por um lado o processo inflamatório é uma fonte de proteção, por outro, no entanto, ele pode fugir ao controle não somente em indivíduos com doenças inflamatórias(como a artrite), como também em pessoas saudáveis. Basta que seu estilo de vida ou meio onde vivem as deixem expostas à substâncias que irritem o organismo como alimentos, toxinas, alérgenos ou o excesso de comidas inflamatórias (emporcalhadas e lotadas de muito açúcar e gordura animal em excesso).

Embora os sintomas da inflamação sejam óbvios, como quando uma área machucada em nosso corpo fique inchada, vermelha e quente, eu aprendi que a inflamação pode ocorrer de forma fatal e silenciosa, sem dar sinais claros de que está acabando com a gente por dentro(principalmente a ocorrida por alimentos inflamatórios- e eu que nem sabia que alimento inflamava muito menos que um mais do que os outros…kkk).

A inflamação é uma das piores causas de doenças cujos efeitos causem doenças cardíacas, diabetes, câncer, mal de Alzheimer e principalmente envelhecimento precoce e excesso de peso, aumento da gordura abdominal e visceral.

Eu descobri que a inflamação mata em silêncio e quem morre nem percebe o que aconteceu…

Qualquer comida que provoque inflamação tem a capacidade de nos fazer engordar absurdamente e todo o ganho de peso pode promover ainda mais inflamação, num círculo vicioso (loop infinito).

Repetindo, a inflamação é uma das grandes causas de efeitos maléficos como problemas de coração, câncer, diabetes,… e sua principal causa raíz é a inflamação sistêmica causada pela má alimentação(comida emporcalhada com muito açúcar, muita gordura abdominal e alimentos refinados e processados(um dos maiores venenos da vida))

Se você sofre de inflamação – aquela que dá sinais como inchaço, vermelhidão, dor,… ou aquela silenciosa que não dá sinais claros saiba que é muito importante descobrir o que a esta causando e procurar reduzi-la para emagrecer e reduzir o risco das principais doenças fatais(coração, diabetes, câncer,…)

Dietas com altos níveis de gordura saturada e gordura trans elevam em muito mesmo os níveis gerais de inflamação, bem como o consumo de alimentos falsos e de calorias em excesso. O remédio é ter uma dieta pobre em gordura saturada e colesterol e rica em fibras, azeite de oliva, carboidratos de baixo indice glicemico e gorduras omega 3 – isto reduzirá muito a inflamação.

O Dr.David Jenkins da Universidade de Toronto mostrou que uma alimentação que combine soja, fibras solúveis(glucomano ou konjac) amendoas, frutas, verduras e saladas diminui o colesterol e a inflamação.

Descobri que existem os alimentos que  inflamam muito mesmo e existem os alimentos anti-inflamatórios ( com capacidade de aumentar a secreção de alguns hormônios que inibem e/ou bloqueiam a ação inflamatória para reparar uma lesão). 

Uma nutricionista norte-americana Monica Reinagel, autora do livro The Inflammation Free – Diet Planconseguiu atribuir em suas pesquisas um Fator Inflamatório (IF)-Indice de Inflamação) a uma série de alimentos, que exercem impacto positivo ou negativo sobre o organismo quando entra na circulação. Eles podem ser vistos na  tabela de Reinagel.

Veja abaixo a lista dos alimentos que ingerimos – dos que menos inflamam para os que mais inflamam – consumo mais os primeiros alimentos e elimine os últimos(os alimentos mais inflamatórios que existem – como a manteiga, a batata frita, o pão francês de padaria, o arroz branco, os derivados de farinha, os refrigerantes, as carnes de porco e os enlatados(frios, salsichas, linguiças,…) :

TABELA ALIMENTOS  ANTI-INFLAMATÓRIOS TABELA ALIMENTOS + INFLAMATÓRIOS
 Ação Anti-inflamatória Ação Inflamatória
 Muito alto  +500 …           Médio -1 a -100
 Alto +101 a +500           Alto -101 a -500
 Médio +1 a +100           Muito alto  -500 

 
   
Óleo de fígado de bacalhau (FI+) 7587 7587
Gengibre (raiz) (FI+) 6450 6450
Alho cru (FI+) 4939 4939
Salmão (FI+)  601 601
Atum (FI+) 464 464
Cebola (FI+) 387 387
Acerola (FI+) 340 340
Amêndoa sem sal (FI+) 312 312
Pimento vermelho (FI+) 276 276
Bacalhau (FI+) 212 212
Batata-doce (FI+) 210 210
Cenoura (FI+) 193 193
Castanha (FI+) 146 146
Nabo (FI+) 136 136
Lentilha (FI+) 105 105
Goiaba vermelha (FI+) 104 104
Espinafre (FI+) 78 78
Azeite virgem (FI+) 73 73
Óleo canola (FI+) 72 72
Brócolos (FI+) 56 56
Uva rubi (FI+) 53 53
Abacate (FI+) 52 52
Tomate (FI+) 52 52
Limão (FI+) 38 38
Filet pescada, badejo, namorado (FI+) 31 31
Soja (FI+)29 29
Sementes de Linhaça (FI+) 26 26
Rabanete (FI+) 24 24
Feijão (FI+) 18 18
Peito de peru (FI+) 11 11
Vagem (FI+) 11 11
Camarão (FI+) 10 10
Leite de soja (FI+) 10 10
Presunto magro (FI+) 9 9
Queijo cottage (FI+) 9 9
Clara do ovo (FI+)  5 5
Cereal matinal light rico em fibras (FI+) 4 4
Chá verde 0 0
Chá branco 0 0
Chá de cidreira 0 0
Chá de camomila 0 0
Café 0 0
Papaia (FI-) 3 -3
Melão (FI-) 3 -3
Morango (FI-) 3 -3
Iogurte desnatado (FI-) 4 -4
Pera (FI-) 4 -4
Damasco (FI-) 7 -7
Hambúrguer de carne magra (FI-) 8 -8
Frango sem pele (FI-) 9 -9
Figo (FI-) 13 -13
Queijo Mussarella (FI-) 14 -14
Cream cheese light (FI-) 21 -21
Abacaxi (FI-) 22 -22
Kiwi (FI-) 26 -26
Ervilha (FI-) 30 -30
Esparguete integral cozido (FI-) 33 -33
Maionese (FI-) 33 -33
Ovo cozido (FI-) 43 -43
Leite  (FI-) 45 -45
Laranja (FI-) 45 -45
Pêssego (FI-) 45 -45
Ameixa (FI-) 46 -46
Gema do ovo (FI-) 48 -48
Maçã (FI-) 50 -50
Queijo branco (FI-) 69 -69
Batata com casca (FI-) 70 -70
Pão de forma integral (FI-) 72 -72
Bacon (FI-) 99 -99
Arroz integral (FI-) 103 -103
Bebidas isotónicas (FI-) 119 -119
Ovo frito  (FI-) 124 -124
Carne de porco (FI-) 133 -133
Leite com chocolate (FI-) 156 -156
Nozes (FI-) 158 -158
Arroz branco (FI-) 172 -172
Banana (FI-) 215 -215
Refrigerantes (FI-) 215 -215
Cereais de pequeno-almoço (FI-) 238 -238
Batata sem casca (FI-) 253 -253
Pão francês (FI-) 261 -261
Batata Frita (FI-) 336 -336
Manteiga (FI-) 716 -716
About these ads

5 comentários sobre “Dica para emagrecer – conheça e evite os alimentos inflamatórios – a inflamação explícita ou silenciosa se não mata engorda muito !

  1. O que me deixou perplexa, foi que encontrei na lista de alimentos inflamatórios, muitos alimentos saudáveis, que estão em outros sites como alimentos benéficos para inflamações. E, agora?!

    Curtir

    • Maria, muito obrigado pela sua mensagem.

      Eu entendo você, de vez em quando me se sinto assim – temos diversas fontes de informação e precisamos verificar as fontes, o contexto e nunca abrir mão de orientação de um médico de confiança
      quando o assunto é saúde.

      Na dúvida, procure orientação de um especialista, médico, nutricionista, como eu faço sempre.Eles são os melhores para validar este tipo de informação.

      Se quiser mais referências, uma das recomendações é o livro Ultrametabolismo, capítulo 10 – Abrande o fogo da Inflamação, a principal fonte do post junto com minha experiência pessoal e orientação de nutricionista de confiança;

      Novamente, muito obrigado pelo retorno.

      Curtir

      • Mais uma dica que pode te ajudar : verifique nas listas que você lê, alimentos cujas versões contém muito açúcar, carboidratos refinados com alto índice glicêmico e que são absorvidos com rapidez, gorduras saturadas e trans,… troque-os por versões destes mesmos alimentos sem açucar, com carboidratos de baixo índice glicêmico, sem gorduras saturadas e trans – isto pode te ajudar a distinguir quando um mesmo alimento, em versões diferentes – normais, refinadas e processadas e suas versões light, diet e integrais

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s